29/06/2022

O que faz o Operador Logístico? Respostas aqui

 O que faz o Operador Logístico? Respostas aqui



O Operador Logístico sempre fez parte da rotina da sociedade. No entanto, eles são considerados invisíveis, apesar da essencialidade da sua atividade. Sim, essa é a realidade dos Operadores Logísticos, também conhecidos como OLs.

Você pode até não saber, mas são os Operadores Logísticos os profissionais responsáveis por garantir a chegada dos produtos nas prateleiras do supermercado, fazer as entregas do e-commerce, distribuir as vacinas nos postos de saúde - eles foram, inclusive, fundamentais durante a vacinação da Covid-19  - transportar produtos farmacêuticos e por disponibilizar os insumos necessários para a produção de veículos.

A cada livro vendido pela internet, um Operador Logístico é acionado para que a mercadoria chegue até o seu destino totalmente preservada. Na pandemia, por exemplo, só foi possível se manter isolado porque esse grupo está sempre na ativa mantendo todas as cidades abastecidas.

Mas, afinal, o que faz um operador logístico? Por que eles são tão fundamentais?

Para responder essa questão, o primeiro passo é entender que os Operadores Logísticos são empresas terceirizadas com mão de obra especializada e qualificada que prestam serviços de gestão, armazenagem, distribuição e controle de estoque. Parece algo bem específico, mas na verdade é uma área ampla e que oferece benefícios para diversos setores.






O que mais os Operadores Logísticos fazem por você e pelo nosso País? 


1- Garantem eficiência, aumentam a produtividade e oferecem agilidade no desempenho dos processos organizacionais, ou seja, em uma série de atividades relacionadas entre si, que envolvem pessoas, procedimentos, equipamentos e informações.;


2- Promovem a redução de custos ao oferecerem novas tecnologias como, por exemplo, softwares de monitoramento de cargas, que permitem o acompanhamento de todo o percurso do veículo, oferecendo maior segurança ao veículo e à mercadoria transportada;


3- Permitem que a contratante tenha mais foco no seu negócio, já que os processos e serviços ficarão sob a responsabilidade dos Operadores Logísticos. Isso permite que a empresa não precise se preocupar com atribuições distintas que não sejam relativas à sua principal função









Você percebe que, ao começar a se aprofundar no tema “Operador Logísico”, é surpreendente a importância dessas empresas para o desenvolvimento do Brasil?

Lembre-se: O Operador Logístico é o responsável por orquestrar todas as ações que envolvem a cadeia logística, do começo ao fim, ou, como dizem os especialistas da área, da first até a last mile


Os termos em inglês significam primeira e última milhas. A first mile é a etapa inicial de um processo de entrega de mercadorias. Nesta fase, o Operador Logístico é responsável pelo transporte do produto do fabricante para os centros de distribuição.

Já na last mile, considerada a etapa mais difícil, acontece a entrega da mercadoria ao consumidor. Nesse caso, as entregas podem ser direcionadas a pessoas físicas ou jurídicas. 






DIFERENCIAIS DO OPERADOR LOGÍSTICO


Totalmente envolvidos em todas as etapas de transporte e armazenagem de mercadorias, sendo capazes de antecipar problemas nessa cadeia, os Operadores Logísticos são vistos como profissionais capazes de garantir eficiência, produtividade e competitividade.

Eles oferecem soluções estratégicas, evitando gastos extras quando se trata de logística, devido a abrangência das suas funções.

E quais são as funções do Operador Logístico? Transporte, armazenagem e controle de estoque. Vamos explicar cada uma delas para você!


Transporte
Costuma-se dizer que o trabalho do Operador Logístico impacta diretamente a capacidade produtiva da empresa e o seu posicionamento no mercado.

Isso pode ser explicado pelo transporte, que afeta todas as esferas do negócio, e que, dada sua importância, deve ser feito por um profissional altamente capacitado.


A função dos Operadores Logísticos será sistematizar a chamada de transportadoras, monitorar as atividades e acompanhar o pagamento do frete. Cumprimento de prazos e confiança estão entre os requisitos principais do fornecedor escolhido para o serviço.



Armazenagem
Já na armazenagem, os profissionais apresentam estratégias de gerenciamento, fazem inspeção, oferecem seguros, formulam relatórios, realizam o controle de qualidade e auxiliam com a documentação.


Seja em um grande silo de grãos, em uma câmara climatizada para manter a temperatura de alimentos, em um estoque repleto de peças automotivas ou mesmo em uma empresa mais enxuta, nessa fase da logística o papel do Operador Logístico é guardar, proteger e conservar a mercadoria até que ela seja expedida.


O armazém é considerado a peça-chave, que permite regular o fluxo de produtos entre a oferta e a demanda.


Controle de Estoque
O controle de estoques vai muito além da simples contagem dos itens que entram e saem das prateleiras dos armazéns ou a elaboração de inventários periódicos.

Não é mais apenas uma atividade operacional, mas sim estratégica.


Hoje em dia, o controle de estoque envolve fiscalização, responsabilidade, auxílio ao cliente e a emissão de relatórios. O trabalho costuma envolver, ainda, um bom e moderno software, facilitando o processo e monitorando as ações a qualquer hora e em qualquer lugar.





E o responsável por todo esse serviço, que vai ajudar na organização de toda a empresa, bem como promover um processo de compra mais consciente, é o Operador Logístico.


OPERADOR LOGÍSTICO, VANTAGENS E DESVANTAGENS


Se as características, competências e qualidades apontadas acima não parecerem suficientes para que seja compreendida a importância de contratar um Operador Logístico, basta lembrar das palavras: concorrência, diferencial e cliente final.

Com a existência de um consumidor cada vez mais exigente, é primordial investir em organizações modernas, atualizadas e com know how para a realização do serviço.


Um Operador Logístico é capaz de oferecer uma experiência completa, garantindo fidelização, segurança e atendimento personalizado!


Com o aumento surpreendente das vendas online nos últimos anos, a logística passou a fazer parte das preocupações do consumidor. Isso faz com que seja imprescindível a busca por parceiros que atendam a nova demanda, satisfazendo o cliente final.

Nesse cenário, o operador logístico é peça fundamental para, por exemplo, que o e-commerce continue se consolidando e sendo uma opção positiva, mesmo que haja a possibilidade da compra in loco.

Ou seja, há inúmeras vantagens em contratar um Operador Logístico. Veja mais algumas delas na lista abaixo:

1- Menor investimento inicial;


2- Redução e maior controle dos custos;


3- Custos variáveis de acordo com a demanda;


4- Não precisar lidar com os processos trabalhistas da contratação direta;


5- Contratar uma empresa que já tem conhecimento dos processos e do mercado de logística;


6- Melhor qualidade de serviço prestado com o parceiro certo;


7- Foco nos principais objetivos da empresa.



Contudo, é preciso atenção na hora de terceirizar para não errar e, ao invés de ter benefício, gerar desvantagens para o seu negócio. Fique atento a esses fatores antes de definir seu operador:

- Encontre um parceiro de qualidade, que atenda às demandas e especificidades da natureza da sua empresa;


- Veja se não há diferenças de cultura entre as empresas contratante e contratada;





- Confira detalhes sobre variação de custos para operações sazonais;

REGULAMENTAÇÃO DA ATIVIDADE DO OPERADOR LOGÍSTICO 


Por se tratar de uma atividade muito nova, o Operador Logístico ainda é confundido no exercício das suas funções. Não é à toa que uma das principais bandeiras de luta da categoria é a regulamentação da atividade.

O objetivo é dar mais transparência e clareza sobre as áreas de atuação dos OLs. Assim, stakeholders, anuentes, intervenientes e reguladores poderão ter a mesma leitura do setor, das suas atividades e responsabilidades.


A criação do marco regulatório dos Operadores Logísticos vai trazer mais segurança jurídica, diminuir a burocracia, promover um ambiente mais atrativo aos negócios, com mais produtividade, competitividade, emprego e renda. Isso sem contar a redução do custo logístico, resultando em atração de novos investimentos para o setor.


A regulamentação da atividade é, inclusive, o principal propósito da ABOL, associação que representa os Operadores Logísticos. Ao possibilitar a criação de um marco regulatório, a instituição busca assegurar a competitividade e a sustentabilidade do setor a longo prazo.

A normatização da atividade depende da aprovação do Projeto de Lei 3757/ 2020, de autoria do deputado federal Hugo Leal, do Partido Social Democrático (PSD), que prevê a regulamentação do Operador Logístico no País, além de atualizar a centenária lei de armazenagem brasileira. 


A criação do PL é resultado de um longo trabalho realizado ainda nos primeiros anos de fundação da ABOL, quando foram feitas viagens técnicas para o exterior em busca das informações necessárias sobre a atividade do Operador Logístico em outros países.

O resultado dessa caminhada, que teve passagem pela Argentina, Uruguai, Peru, México, EUA, Holanda, entre outros, foi a elaboração de um estudo amplo sobre o setor, com a contextualização, as definições e a caracterização do segmento. Isso sem contar uma rigorosa análise do ponto de vista regulatório de todos os setores nos quais os Operadores Logísticos estão presentes.

O PL nada mais é do que a síntese desse estudo, mostrando o empenho da ABOL para que a atividade seja reconhecida. O texto, protocolado pela ABOL em 13 de julho de 2020, atualmente está em fase de tramitação na Câmara dos Deputados.

Desde então, a luta da ABOL continua. A Associação tem atuado fortemente para a sua aprovação, pois entende que o Projeto de Lei vai ajudar a padronizar as normas do setor.

Hoje, como isso não existe, os órgãos anuentes, fiscalizadores e regulatórios seguem suas próprias regras, criando muitos obstáculos ao exercício da função.

Uma empresa com sede em um estado e filial em outro, por exemplo, precisa lidar com uma infinidade de documentos para atender a entendimentos diferentes sobre o que pode e o que não pode ser feito.






VOCÊ CONHECE A ABOL E OS OPERADORES LOGÍSTICOS ASSOCIADOS?


Fundada em julho de 2012, a Associação Brasileira dos Operadores Logísticos (ABOL) tem como missão representar, promover e desenvolver esse mercado, gerando valor de forma sustentável. Para isso, conta com o apoio de 29 empresas associadas


Os principais valores da ABOL são:


- Ética empresarial e associativa, antes de qualquer ponto!
- Respeito às leis nacionais e internacionais;
- Compromisso com a verdade e a transparência;
- Comprometimento com a livre concorrência;
- Valorização das pessoas;
- Comprometimento com a inovação, boas práticas e desenvolvimento tecnológico;
- Respeito aos associados e parceiros;
- Atuação responsável!


Quer saber mais sobre Operadores Logísticos e a ABOL? Acompanhe nosso BLOG, siga nossas redes sociais e inscreva-se para receber o conteúdo exclusivo da nossa newsletter, o Minuto ABOL: https://linktr.ee/abolbrasil



Notícias Relacionadas
 Transporte de cargas: porque optar por um Operador Logístico?

28/10/2022

Transporte de cargas: porque optar por um Operador Logístico?

A relevância do Operador Logístico durante a pandemia do Coronavírus foi constantemente lembrada, sobretudo, diante do crescimento do e-commerce. No entanto, ela pode levar os consumidor (...)

Leia mais

© 2022 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.