14/02/2022

Wilson Sons aposta em superaplicativo de comunicação para expandir Wilson Sons aposta em superaplicativo de comunicação para expandir

 Wilson Sons aposta em superaplicativo de comunicação para expandir Wilson Sons aposta em superaplicativo de comunicação para expandir


A Wilson Sons, por meio da unidade de negócio Rebocadores, acaba de criar um perfil no WeChat, plataforma digital chinesa de comunicação. A estratégia da companhia é investir na comunicação local para dar suporte a ações comerciais e captar novos clientes. No conteúdo do perfil, 100% em mandarim, a Wilson Sons divulga iniciativas relevantes da empresa e informações do mercado marítimo e portuário brasileiro.

“Entendemos a necessidade de criar esse canal de comunicação com os nossos clientes. Queremos nos aproximar mais desse público, entendendo, de forma mais profunda, sua cultura e utilizando as mesmas ferramentas e linguagens. O relatório da Unctad de 2020 evidenciou que mais da metade dos navios da frota mundial são operados por empresas asiáticas, reforçando ser um mercado estratégico para nós”, explica Elísio Dourado, diretor comercial de Rebocadores.

Mais de 20% dos clientes e parceiros da unidade de Rebocadores da companhia têm relação com a China e mais de 25% dos navios atendidos pelo negócio têm o país como origem ou destino. O mercado asiático faz parte da cadeia de logística portuária da Wilson Sons desde a compra de minério e grãos, passando pelo navio que conduz o fluxo, até a exportação de produtos acabados ou fertilizantes para o Brasil.

O WeChat passou a ser considerado, em 2018, o maior aplicativo móvel do mundo com mais de um bilhão de usuários ativos mensais e é o principal aplicativo utilizado na China, já que é uma ferramenta multifuncional. O app possibilita, além de mensagens de texto, voz e vídeo, compartilhamento de dados e pagamentos, uso corporativo por meio de um perfil empresarial, dentre outras funcionalidades.



Fonte: Portos e Navios

Notícias Relacionadas
 Busca por motoristas profissionais é foco das transportadoras em 2023

27/01/2023

Busca por motoristas profissionais é foco das transportadoras em 2023

Um dos desafios que as transportadoras estão enfrentando no transporte rodoviário de cargas (TRC) é a falta de motoristas profissionais. Segundo a Pesquisa CNT Perfil Empresarial, em 202 (...)

Leia mais
 Demanda por galpões deve se acomodar em 2023

26/01/2023

Demanda por galpões deve se acomodar em 2023

O setor de galpões logísticos e industriais do país teve um 2022 intenso em novas entregas. Segundo a consultoria JLL, o novo volume que chegou ao mercado no ano passado foi de 3,1 milhõ (...)

Leia mais
 ANTT sanciona reajuste de 8,35% a 13,19% no piso mínimo de frete rodoviário

24/01/2023

ANTT sanciona reajuste de 8,35% a 13,19% no piso mínimo de frete rodoviário

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou a alteração semestral do piso mínimo de frete rodoviário, proposto pelo Anexo II da Resolução 5.867/2020 instituído pela Polít (...)

Leia mais

© 2023 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.