25/08/2020

Rumo aprova preço de R$ 21,75 para follow on e capta R$ 6,4 bi

 Rumo aprova preço de R$ 21,75 para follow on e capta R$ 6,4 bi



_Preço representa desconto de 3% em relação ao fechamento de segunda, de R\$ 22,41_

O Conselho de Administração da Rumo aprovou em reunião, realizada nesta segunda-feira (24), o preço por ação de R\$ 21,75 mediante a emissão de 294.252.874 novas ações no âmbito da oferta primária. A informação foi antecipada por fontes ao Broadcast.

Com isso, a companhia coloca cerca de R\$ 6,4 bilhões em seu caixa. A quantidade inicialmente ofertada, de 235.000.000 ações, foi acrescida de um lote adicional de 59.252.874 ações ON (25,21%).

O preço representa um desconto de 3% em relação ao fechamento de segunda, de R\$ 22,41. Desde o anúncio da oferta, no último dia 14, as ações subiram 1,8%.

Para evitar diluição, a Cosan Logística, que possui 28% do capital da Rumo, participou da oferta prioritária. Com isso, a Cosan subscreveu e integralizará uma quantidade adicional de ações, no âmbito da oferta institucional, correspondente a R$ 290 milhões. Já a Cosan Log subscreveu e integralizará uma quantidade adicional de ações, no âmbito da oferta institucional, correspondente a R$ 1,710 bilhão.

O valor captado com a oferta, como já informado pela empresa, será utilizado para pagar a dívida mais cara do seu balanço. Além de execução de projetos estratégicos “que foram impulsionados pela recente renovação antecipada da concessão da Malha Paulista”.

As ações emitidas na oferta passarão a ser negociadas na B3 nesta quarta-feira (26). A oferta foi coordenada por Bradesco BBI (líder), BTG Pactual, Itaú BBA, Safra, BB Investimentos, JPMorgan, Citi, Credit Suisse, Goldman Sachs, Morgan Stanley e XP Investimentos.

Fonte: Einvestidor / Estado de S. Paulo

Notícias Relacionadas
 Busca por motoristas profissionais é foco das transportadoras em 2023

27/01/2023

Busca por motoristas profissionais é foco das transportadoras em 2023

Um dos desafios que as transportadoras estão enfrentando no transporte rodoviário de cargas (TRC) é a falta de motoristas profissionais. Segundo a Pesquisa CNT Perfil Empresarial, em 202 (...)

Leia mais
 Demanda por galpões deve se acomodar em 2023

26/01/2023

Demanda por galpões deve se acomodar em 2023

O setor de galpões logísticos e industriais do país teve um 2022 intenso em novas entregas. Segundo a consultoria JLL, o novo volume que chegou ao mercado no ano passado foi de 3,1 milhõ (...)

Leia mais
 ANTT sanciona reajuste de 8,35% a 13,19% no piso mínimo de frete rodoviário

24/01/2023

ANTT sanciona reajuste de 8,35% a 13,19% no piso mínimo de frete rodoviário

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou a alteração semestral do piso mínimo de frete rodoviário, proposto pelo Anexo II da Resolução 5.867/2020 instituído pela Polít (...)

Leia mais

© 2023 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.