25/08/2020

Refinaria Duque de Caxias, da Petrobras, faz 1ª operação de cabotagem de diesel S10

 Refinaria Duque de Caxias, da Petrobras, faz 1ª operação de cabotagem de diesel S10



Carregamento de 25 milhões de litros foi transferido para o Terminal Aquaviário da Baía da Guanabara

A Petrobras informou que a Refinaria Duque de Caxias (Reduc) fez neste mês a sua primeira operação de cabotagem (transporte por modal marítimo dentro das águas costeiras do país) de diesel S10. Um carregamento de 25 milhões de litros foi transferido para o Terminal Aquaviário da Baía da Guanabara (TABG), de onde o produto foi transportado por navio até o Porto de Paranaguá (PR).

A Reduc tem capacidade para produzir 150 milhões de diesel S10 por mês. Até junho, o sistema logístico interno, segregado, só permitia movimentações de bombeio para distribuidoras ao redor da refinaria.

Segundo a Petrobras, com a pandemia de covid-19 e a redução da demanda na região do Rio de Janeiro, a refinaria realizou manobras internas e condicionamentos de lastro de forma a viabilizar o escoamento do produto através de sua interligação com o TABG, por onde já são realizadas normalmente operações de cabotagem e exportação de outros produtos (como óleo combustível exportação, bunker, gasolina, nafta petroquímica, diesel marítimo e diesel S500).

A petroleira estima que, com os níveis atuais da demanda local, a Reduc tem condições de cabotar entre 60 e 70 milhões de litros de diesel S10 por mês. A estatal esclareceu que as operações de cabotagem do derivado, a partir da refinaria fluminense, impacta diretamente na redução do volume importado para atender o mercado nacional e aumenta a competitividade da Petrobras frente aos agentes importadores do setor.

Fonte: Valor Econômico

Notícias Relacionadas
 Busca por motoristas profissionais é foco das transportadoras em 2023

27/01/2023

Busca por motoristas profissionais é foco das transportadoras em 2023

Um dos desafios que as transportadoras estão enfrentando no transporte rodoviário de cargas (TRC) é a falta de motoristas profissionais. Segundo a Pesquisa CNT Perfil Empresarial, em 202 (...)

Leia mais
 Demanda por galpões deve se acomodar em 2023

26/01/2023

Demanda por galpões deve se acomodar em 2023

O setor de galpões logísticos e industriais do país teve um 2022 intenso em novas entregas. Segundo a consultoria JLL, o novo volume que chegou ao mercado no ano passado foi de 3,1 milhõ (...)

Leia mais
 ANTT sanciona reajuste de 8,35% a 13,19% no piso mínimo de frete rodoviário

24/01/2023

ANTT sanciona reajuste de 8,35% a 13,19% no piso mínimo de frete rodoviário

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou a alteração semestral do piso mínimo de frete rodoviário, proposto pelo Anexo II da Resolução 5.867/2020 instituído pela Polít (...)

Leia mais

© 2023 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.