18/01/2021

Paes diz que 1ª dose de vacina no Rio será aplicada às 17h, no Cristo Redentor

 Paes diz que 1ª dose de vacina no Rio será aplicada às 17h, no Cristo Redentor


O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), afirmou nesta segunda-feira, em seu perfil no Twitter, que a primeira dose de vacina contra covid-19 na capital fluminense será aplicada hoje, às 17h, no Cristo Redentor, um dos principais pontos turísticos da capital fluminense.

"A primeira dose da vacina será aplicada hoje às 17hs no Cristo Redentor!" afirmou Paes, na rede social. Antes de postar o anúncio, o prefeito já tinha anunciado via rede social que a cidade estaria preparada para aplicar a vacina assim que as doses chegassem à capital fluminense.

"Bom dia! Nas últimas semanas, trabalhamos duro no planejamento logístico para este momento: assim que a vacina chegar em solo carioca, estaremos prontos para distribuí-la e iniciar a primeira fase da vacinação na cidade. Hoje à tarde, anunciaremos todos os detalhes!"

O governador em exercício do Estado do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PSC) também estará presente no ato hoje às 17h, segundo informações do governo fluminense.

Mais cedo, Castro informou que está previsto o envio de 590 mil doses da vacina CoronaVac, do Instituto Butantan, de São Paulo, ao Rio de Janeiro. As doses devem chegar hoje às 13h no Rio, informou Castro -, e serão distribuídas ainda nesta segunda-feira para 92 municípios do Rio, de acordo com o governador em exercício. Ele deu as declarações durante entrevista, nesta manhã, ao programa Bom dia Rio, da TV Globo.

Também em entrevista ao Bom dia Rio, Paes informou que, para a capital fluminense, devem ser deslocadas em torno de 210 mil doses - mas esse número ainda deve ser confirmado, quando houver anúncio de planejamento logístico de vacinação na cidade do Rio, hoje à tarde.

Na entrevista, antes de se pronunciar no Twitter, Paes afirmou que a capital fluminense estava pronta "para começar a vacinar amanhã" caso fosse o cronograma planejado pelo Ministério da Saúde, no Plano Nacional de Imunização (PNI) do governo federal.

No entendimento de Paes, como a primeira fase engloba idosos em abrigos e instituições, acima de 85 anos e profissionais de saúde, a logística para efetuar a vacinação dessa fase seria mais fácil. Ele informou que 450 clínicas da família e postos de saúde na capital fluminense estão preparados para a vacinação. "Se não tiver nenhum obstáculo a gente inicia amanhã", afirmou ele na entrevista, frisando, porém, que este início obedecerá orientação do Ministério da Saúde sobre o cronograma de vacinação.

Notícias Relacionadas
 Vacância de galpões cai devagar e aluguel supera inflação

23/04/2024

Vacância de galpões cai devagar e aluguel supera inflação

A vacância de condomínios logísticos no Brasil segue em queda, mas em ritmo lento. Já o preço cobrado pelas locações subiu 7,4% no país em um ano, acima da inflação. No Estado de São Pau (...)

Leia mais
 JSL é premiada como “Fornecedor do Ano” pela General Motors

23/04/2024

JSL é premiada como “Fornecedor do Ano” pela General Motors

A JSL recebeu o prêmio global “Fornecedor do Ano”, da General Motors North America, no último dia 10, em Miami. Única brasileira a receber o prêmio, a companhia foi contemplada na catego (...)

Leia mais
 Transporte marítimo de carga vive incertezas após caos logístico na pandemia

22/04/2024

Transporte marítimo de carga vive incertezas após caos logístico na pandemia

Apontada pelo setor de transporte marítimo de carga como um momento de desarranjo logístico, a pandemia impactou a oferta de contêineres, afetou o preço do frete e bagunçou as cadeias gl (...)

Leia mais

© 2024 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.