20/11/2023

FedEx contribui com mais de US$ 80 bilhões em impacto direto para a economia global em 2023, diz relatório

 FedEx contribui com mais de US$ 80 bilhões em impacto direto para a economia global em 2023, diz relatório



A FedEx anunciou a divulgação de seu aguardado relatório anual de impacto econômico, fornecendo uma análise abrangente da rede global da empresa e seu papel crucial no estímulo à inovação durante o ano fiscal de 2023. 


Desenvolvido em parceria com a consultoria Dun & Bradstreet, líder em fornecimento de dados e análises para decisões empresariais, o estudo destaca o impacto positivo da FedEx em indivíduos e comunidades ao redor do mundo, conhecido como o 'Efeito FedEx'.


O relatório destaca que, apesar das recentes pressões econômicas, a FedEx contribuiu com mais de US$ 80 bilhões em impacto direto para a economia global durante o ano fiscal de 2023. Esse feito reflete a escala da rede desenvolvida pela FedEx e seus esforços incessantes para aprimorar serviços inovadores, conectando empresas de todos os portes aos clientes e fortalecendo suas operações.


No contexto brasileiro, a FedEx iniciou suas operações em 1989, expandindo-se progressivamente. Aquisições estratégicas, como a compra da TNT em 2016, consolidaram sua presença no mercado brasileiro.


O relatório destaca os principais impactos globais da FedEx, incluindo:


1. Impacto indireto: A estimativa revela que a FedEx contribuiu indiretamente com US$ 35 bilhões para a produção econômica líquida global no ano fiscal de 2023.


2. Cadeia de suprimentos: A FedEx contratou cerca de 100.000 fornecedores, sendo 90% pequenas empresas, no ano fiscal de 2023. A análise dos gastos com aproximadamente 73.000 fornecedores únicos em 2022 revelou que os gastos sustentaram 1,1 milhão de empregos.


3. Comércio: A FedEx continuou a apoiar políticas comerciais que oferecem mais acesso ao mercado e eficiência para seus clientes, incluindo a defesa de disposições referentes às regras de Minimis.


No Brasil, a FedEx Express contribui com 2,1% da produção econômica líquida no setor de Transporte, Armazenamento e Comunicações na região das Américas durante o ano fiscal de 2023.


Fonte: Tecnologística



Notícias Relacionadas
 Estradas bloqueadas ainda retardam a retomada da indústria em RS

13/06/2024

Estradas bloqueadas ainda retardam a retomada da indústria em RS

Indústrias no Rio Grande do Sul estão retornando paulatinamente a sua produção anterior às enchentes que assolaram o Estado no início de maio. Para uma retomada plena, no entanto, as emp (...)

Leia mais
 DHL Express anuncia investimento de R$ 23 milhões em novo Gateway no Aeroporto de Viracopos

11/06/2024

DHL Express anuncia investimento de R$ 23 milhões em novo Gateway no Aeroporto de Viracopos

A DHL Express está investindo R$ 23 milhões em um novo Gateway no Aeroporto de Viracopos em Campinas (SP). Este novo centro de processamento de cargas importadas será o maior da DHL Expr (...)

Leia mais
 Tegma divulga Relatório Integrado sobre suas práticas ASG

11/06/2024

Tegma divulga Relatório Integrado sobre suas práticas ASG

Pelo segundo ano consecutivo, a Tegma Gestão Logística elaborou e apresenta ao mercado seu Relatório Integrado, relacionando em detalhes as ações desenvolvidas pela companhia em sustenta (...)

Leia mais

© 2024 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.