03/02/2022

Deutsche Post DHL Group implanta certificação global de sustentabilidade

 Deutsche Post DHL Group implanta certificação global de sustentabilidade


O Deutsche Post DHL Group anuncia que está implementando uma certificação global, o DHL Green Carrier Certification, a fim de recompensar os subcontratados de transporte rodoviário por seus esforços para se tornarem mais sustentáveis. Como parte de seu plano de sustentabilidade, a empresa revela que visa reduzir as emissões de gases de efeito estufa para menos de 29 milhões de toneladas até 2030 e ser zero carbono até 2050.

De acordo com a companhia, o transporte terrestre é responsável por 21% de suas emissões totais de CO2. Nesse sentido, ao ir além da eletrificação do last mile e do investimento em combustíveis alternativos em sua própria frota, a DHL revela que enxerga como outro importante recurso a oferta de serviços de transportes sustentáveis prestados pelos fornecedores. Ao reconhecer seus subcontratados que atuam de maneira positiva para o meio ambiente, o provedor de logística afirma ainda que reforça sua responsabilidade com a sustentabilidade e as mudanças climáticas, enquanto oferece a transparência necessária aos seus stakeholders.

“A descarbonização de rotas comerciais e cadeias de suprimentos é um esforço conjunto e deve ser baseada na transparência e na colaboração. Com a certificação sustentável da DHL, implementamos critérios uniformes e transparentes quando se trata de cooperar com nossas transportadoras terrestres daqui para frente. Essa abordagem nos coloca mais um passo em direção ao nosso objetivo ambicioso de um transporte verdadeiramente neutro para o clima”, conta o vice-presidente sênior de Estratégia e Programas de Operação do Deutsche Post DHL Group, Andreas Mündel.

A visibilidade das emissões das transportadoras é um dos maiores desafios e a chave para o cumprimento de metas, baseadas em critérios científicos. Para fornecer isso, as divisões Express, Freight e Supply Chain da DHL desenvolveram em conjunto um programa padronizado para acessar o desempenho verde e premiar os vários parceiros que fornecem serviços de transporte terrestre para as divisões. A solução permite que a DHL gerencie relacionamentos e reduza emissões – o programa de certificação de transportadora verde ajuda a identificar subcontratados que já estão contribuindo para a logística sustentável, enquanto incentiva ainda mais investimentos em tecnologias que reduzem a emissão de CO2 da companhia, de suas transportadoras e de seus clientes. Desta forma, a DHL não aumenta apenas a transparência para todas as partes interessadas, mas também se torna mais sustentável no transporte rodoviário de cargas.

Além disso, continua a companhia, as transportadoras devem ter uma estratégia ambiental ou de sustentabilidade em vigor, medir sua emissão de gases estufa e ser transparente com seus dados. Além de tecnologias básicas, como pneus de baixa resistência ao rolamento, melhorias aerodinâmicas e corte de marcha lenta, as principais transportadoras também trabalham com tecnologias avançadas, como combustíveis sustentáveis e motores alternativos.

Todas as informações serão obtidas por meio de uma plataforma on-line dedicada e verificadas em um processo de auditoria interna. Com base nas conclusões, os subcontratados são classificados nas quatro categorias – Aprovado, Bom, Excelente e Excelente. A transparência obtida sobre o desempenho ambiental ajudará, ressalta a empresa, a oferecer serviços mais sustentáveis aos clientes e a criar um ponto de decisão adicional para futuras licitações e atribuições de transporte.

Desde o início de 2021, a fornecedora de frete rodoviário do grupo, a DHL Freight, sozinha, já entrevistou mais de 600 prestadores de serviço selecionados na Alemanha, Bélgica, Espanha e Holanda sobre seu desempenho de sustentabilidade.

O provedor de serviço expresso internacional, DHL Express, incluiu a certificação como parte do processo de licitação para seu transporte terrestre e tem recebido feedback consistentemente positivo das transportadoras.

A DHL Supply Chain, o provedor de logística contratada, está atualmente implementando a iniciativa por meio da plataforma online em países e regiões selecionados. O lançamento mundial completo ocorrerá ainda este ano e será um contribuidor para reduzir as emissões de CO2e - próximo ao compromisso da DHL Supply Chain de fornecer armazenamento sem CO2 e descarbonizar a própria frota em todo o mundo.

As divisões da DHL também pesquisarão subcontratados em outros países e os concederão nos próximos meses. A DHL Global Forwarding implementou um programa de Certificação de Transportadora Verde para seus serviços de transporte aéreo e marítimo há dez anos, que flui perfeitamente para o programa do Grupo.

A introdução da Certificação DHL Green Carrier é uma das iniciativas que o Deutsche Post DHL Group lançou como parte de sua estratégia de sustentabilidade. Para reduzir as emissões CO2 em linha com o Acordo Climático de Paris, o grupo divulga que está investindo 7 bilhões de euros em soluções logísticas neutras para o clima até 2030. O roteiro de sustentabilidade inclui, por exemplo, programas para a compra de combustíveis sustentáveis no transporte aéreo e marítimo, a eletrificação da entrega de last mile e a construção de depósitos e armazéns neutros para o clima.

Fonte: Tecnologística

Notícias Relacionadas
 ABOL Day traz pesquisas da CNT para o setor de transportes

07/10/2022

ABOL Day traz pesquisas da CNT para o setor de transportes

Os projetos e pesquisas realizadas pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e as iniciativas sociais, de capacitação e qualificação promovidas pelo Sest Senat foram apresentados ao (...)

Leia mais
 Solenidade oficializa união da EPL e Valec

06/10/2022

Solenidade oficializa união da EPL e Valec

A ABOL participou, nesta quarta-feira, da solenidade de criação da Infra S.A, fruto da junção da Empresa de Planejamento e Logística (EPL) e Valec Engenharia. A empresa será responsável (...)

Leia mais
 E-commerce: estacionamentos e fábricas fechadas viram depósitos para acelerar entregas em São Paulo

06/10/2022

E-commerce: estacionamentos e fábricas fechadas viram depósitos para acelerar entregas em São Paulo

A corrida do varejo online e das indústrias de bens de consumo para entregar rapidamente seus produtos ao consumidor tem provocado uma disputa acirrada por espaços de armazenagem na cida (...)

Leia mais

© 2022 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.