04/03/2021

Portos buscam soluções inovadoras para melhorar gestão, eficiência e operação

 Portos buscam soluções inovadoras para melhorar gestão, eficiência e operação


Ao longo de dois anos, e em conjunto com o Porto Digital, ecossistema local de tecnologia, o Porto de Suape vem buscando soluções tecnológicas para o setor portuário. E com o objetivo de compartilhar e exportar ideias para os demais portos brasileiros surgiu o Projeta Labs, em parceria com a Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários (SNTPA) e a Associação Brasileira de Entidades Portuárias e Hidroviárias (ABEPH).

O Projeto irá reunir portos públicos e delegados para debater conceitos de inovação e metodologias adquiridos em Suape. A ideia é expandir soluções de eficiência e efetividade nas decisões dos gestores portuários. O primeiro encontro com os portos e autoridades ocorreu na última sexta-feira (26). Ao todo serão realizados dez encontros até julho deste ano.

Para o diretor de Planejamento e Gestão do Porto de Suape, Francisco Martins, as principais tendências que podem ser trabalhadas nos portos brasileiros, no âmbito da inovação acontecem na pauta da transformação digital. Segundo ele, muitas operações portuárias ainda estão sendo transferidas do papel à planilha, em processos que não organizam dados para decisões estratégicas. Assim, ele afirmou que os chamados Smart Ports, ou portos inteligentes, que são uma tendência chave, precisam olhar para o universo de suas informações e pensar sobre quais conjuntos de dados estratégicos podem oferecer melhores resultados à gestão e operação com a digitalização.

O porto possui uma metodologia de identificação, mapeamento e solução que vem sendo aplicada em laboratórios internos e externos. Além disso, Martins informou que o desenvolvimento de projetos como o Port Community System (PCS), digitalização de processo line-up de navios, movimentação de cargas em pátios e controle de acesso são algumas das soluções que serão apresentadas aos portos. De acordo com ele, a Autoridade Portuária pretende mostrar outras oportunidades disponíveis no ecossistema de inovação, como forma de oferecer mais eficiência na operação e dia a dia dos portos brasileiros.

Presente ao encontro, o Porto de Itaqui também vem buscando investimentos em inovações. Ano passado foi implantado um programa de inovação cujo principal objetivo é identificar, em conjunto com os stakeholders, desafios comuns e oportunidades de melhoria por meio da inovação. Desse modo, o porto vem investindo em soluções como na chamada digital de caminhões, cadastro eletrônico de fornecedores, programa virtual de visitas, treinamentos via plataforma Moodlle, entre outros.

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) também vem investindo em uma plataforma com a função de atender à solicitação de alfandegamento da Receita Federal. Por meio do sistema, são coletados dados e fornecidos informações sobre as operações portuárias. Ele integra os setores que compõem o processo operacional do Itaqui, incluindo agências marítimas, despachantes aduaneiros, operadores portuários, transportadores rodoviários e importadores de granéis sólidos.

Na área de segurança, o porto possui o Sistema de Controle de Acesso do Porto de Itaqui (SECAPI), criado para facilitar o processo de solicitação de acesso de pessoas e veículos à área alfandegada. O sistema também se destina às empresas autorizadas a realizar atividades na área restrita do porto organizado.

A Emap instalou ainda um sistema eletrônico de fornecedores que permite o registro prévio e gratuito para empresas que tenham interesse em participar de licitações, o chamado Sistema de Gerenciamento de Licitações (Sigel).

O Porto de Imbituba, também presente ao encontro, vem buscando inovação na infraestrutura, automação e energia. No primeiro segmento, foi instalada em 2020, uma nova escala de acesso à parte inferior ao Cais 01, em polímero reforçado com fibra de vidro (PRFV), material com alta resistência à corrosão, indicado para regiões próximas ao mar. O PRFV também será utilizado na reforma de balanças e na nova plataforma da parte interna do berço 01.

Quanto à automação, o porto implantou recentemente o sistema de telemetria de medição de energia elétrica. Isso permite monitorar, à distância, o consumo de energia das instalações sob gestão da Autoridade Portuária, bem como aquelas utilizadas por terceiros, como é o caso das áreas arrendadas.

Na nova rede de alta tensão e iluminação das vias internas do porto, que está em fase de construção, foi adotada, da mesma forma, sistemas inteligentes. A obra, que deve ser concluída em 2022, vem erguendo uma estrutura de rede subterrânea com poste de fibra de vidro, no lugar dos postes de concreto. A vida útil dos postes pode ultrapassar 80 anos, enquanto os tradicionais duram em torno de 25 anos. Além disso, a nova iluminação será com luminárias LED e controle automático de intensidade de acordo com a incidência de luz solar.

Notícias Relacionadas
 Estradas bloqueadas ainda retardam a retomada da indústria em RS

13/06/2024

Estradas bloqueadas ainda retardam a retomada da indústria em RS

Indústrias no Rio Grande do Sul estão retornando paulatinamente a sua produção anterior às enchentes que assolaram o Estado no início de maio. Para uma retomada plena, no entanto, as emp (...)

Leia mais
 DHL Express anuncia investimento de R$ 23 milhões em novo Gateway no Aeroporto de Viracopos

11/06/2024

DHL Express anuncia investimento de R$ 23 milhões em novo Gateway no Aeroporto de Viracopos

A DHL Express está investindo R$ 23 milhões em um novo Gateway no Aeroporto de Viracopos em Campinas (SP). Este novo centro de processamento de cargas importadas será o maior da DHL Expr (...)

Leia mais
 Tegma divulga Relatório Integrado sobre suas práticas ASG

11/06/2024

Tegma divulga Relatório Integrado sobre suas práticas ASG

Pelo segundo ano consecutivo, a Tegma Gestão Logística elaborou e apresenta ao mercado seu Relatório Integrado, relacionando em detalhes as ações desenvolvidas pela companhia em sustenta (...)

Leia mais

© 2024 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.