21/12/2020

Leilão fecha o ano transferindo três terminais portuários


No último leilão de ativos de infraestrutura deste ano, na sexta-feira, o governo transferiu ao setor privado três terminais portuários, na Bahia e em Alagoas. O certame incluiu ainda a concessão de um terminal no Porto de Paranaguá (PR), de propriedade do governo paranaense.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, aproveitou o evento para informar que o país receberá nos próximos dois anos “a maior entrada de capital da história”, como resultado da realização de leilões de concessão de rodovias, ferrovias, aeroportos e áreas localizadas em portos públicos.

“Não vamos aceitar o pessimismo, não há espaço mais para isso. Vamos acreditar que o Brasil está com tudo para dar certo e vai dar certo, está vocacionado para ser grande”, disse Tarcísio de Freitas, acrescentando que “há pessoas que torcem contra o país”, mas não especificou quem.

As áreas leiloadas têm investimentos estimados em R$ 400 milhões. No leilão, apenas uma área teve competição: um terminal de granéis sólidos vegetais no Porto de Aratu (BA). A empresa CS Brasil Transporte de Passageiros venceu a disputa, pagando outorga total de R% 62,5 milhões. Ela disputou com duas outras interessadas: Intermarine Portos e Logística e Cejen Brasil.

Sem disputa, a CS Brasil levou um terminal de granéis sólidos minerais também no Porto de Aratu, por R$ 10 milhões. O terminal do Porto de Maceió, de granéis líquidos, foi arrematado pela Timac Agro Indústria e Comércio de Fertilizantes, também sem concorrência, com outorga de R$ 50 mil.

Em Paranaguá, a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) transferiu ao setor privado, por R$ 25 milhões, uma área para movimentação de cargas no porto. A disputa foi vencida pela Acensus Gestão e Participações. Desde 2019, os portos do Paraná atuam de forma descentralizada, com autonomia, sem necessidade de consultas ao governo federal. Essa área, para movimentação de veículos, receberá R$ 22,2 milhões em investimentos.

Notícias Relacionadas
 13% do PIB do País é gasto em logística, afirma empresário do setor

28/02/2024

13% do PIB do País é gasto em logística, afirma empresário do setor

A colisão entre um caminhão e um trem, ambos carregados, no dia 18 deste mês, em Rolândia (PR), foi mais um retrato de situações que atrasam entregas e elevam o custo de logística no Bra (...)

Leia mais
 Mundial Logistics Group apresenta novo posicionamento de marca e inova no setor de saúde

27/02/2024

Mundial Logistics Group apresenta novo posicionamento de marca e inova no setor de saúde

A Mundial Logistics Group, empresa de soluções em logística promocional e operador logístico para a indústria da saúde, anuncia seu novo posicionamento, concentrando a sua operação em du (...)

Leia mais
 Grupo ID Logistics registra crescimento acelerado de dois dígitos no 4º trimestre de 2023

27/02/2024

Grupo ID Logistics registra crescimento acelerado de dois dígitos no 4º trimestre de 2023

O grupo ID Logistics, líder europeu em logística contratual e presente em 18 países em todo o mundo, apresentou em 2023 receita de 2.747 bilhão de euros, com crescimento de 10,7% em rela (...)

Leia mais

© 2024 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.