03/03/2021

Engarrafamento global de cargas pode durar até 2022

 Engarrafamento global de cargas pode durar até 2022


O congestionamento de cargas em todos os modais pode atravessar o ano e durar até 2022, segundo avalia a Bloomberg, em reportagem publicada nesta terça-feira (2). Como consequência, os custos de transporte devem continuar aumentando. A avaliação foi obtida do chefe de uma das maiores corretoras de frete dos Estados Unidos, a CH Robinson Worldwide Inc.

As taxas marítimas foram as que mais subiram recentemente. O custo de envio de um contêiner de 40 pés de Hong Kong para Los Angeles quase quadruplicou no ano passado, conforme informação do analista da Bloomberg Intelligence Lee Klaskow publicada hoje, com base em dados da empresa de pesquisa Drewry. Com a indústria de frete marítimo no seu limite, o porto de Los Angeles, o mais movimentado dos EUA, está operando acima do que é considerado capacidade total em um mercado normal.

Os clientes que normalmente podiam reservar um contêiner com dias antes do embarque agora precisam agir com semanas de antecedência. Algumas empresas desesperadas estão optando por fretes aéreos mais caros.

Notícias Relacionadas
 Vacância de galpões cai devagar e aluguel supera inflação

23/04/2024

Vacância de galpões cai devagar e aluguel supera inflação

A vacância de condomínios logísticos no Brasil segue em queda, mas em ritmo lento. Já o preço cobrado pelas locações subiu 7,4% no país em um ano, acima da inflação. No Estado de São Pau (...)

Leia mais
 JSL é premiada como “Fornecedor do Ano” pela General Motors

23/04/2024

JSL é premiada como “Fornecedor do Ano” pela General Motors

A JSL recebeu o prêmio global “Fornecedor do Ano”, da General Motors North America, no último dia 10, em Miami. Única brasileira a receber o prêmio, a companhia foi contemplada na catego (...)

Leia mais
 Transporte marítimo de carga vive incertezas após caos logístico na pandemia

22/04/2024

Transporte marítimo de carga vive incertezas após caos logístico na pandemia

Apontada pelo setor de transporte marítimo de carga como um momento de desarranjo logístico, a pandemia impactou a oferta de contêineres, afetou o preço do frete e bagunçou as cadeias gl (...)

Leia mais

© 2024 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.