20/09/2022

Redução do diesel segue mercado internacional, diz Abicom

 Redução do diesel segue mercado internacional, diz Abicom



A redução no preço do diesel anunciada na manhã de hoje pela Petrobras segue o mercado internacional e tem caráter técnico, de acordo com o presidente da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), Sérgio Araújo.


A partir de amanhã, a Petrobras vai diminuir o preço de venda do diesel nas refinarias às distribuidoras de R$ 5,19 para R$ 4,89 por litro, uma redução de R$ 0,30, o que corresponde a um corte de 5,78%.


Hoje pela manhã, antes do anúncio, a Abicom calculava que o preço do diesel vendido pela Petrobras estava, em média, 10% acima da paridade internacional, com espaço para uma queda de R$ 0,47 por litro.


“Mas o mercado hoje está aquecido, o preço [internacional] está subindo, acho que o valor da redução da Petrobras foi justo”, diz Araújo.


O executivo disse ainda que não vê risco de um desabastecimento de diesel generalizado iminente. Há alguns meses, havia incertezas sobre a capacidade de o Brasil conseguir manter as importações para atender à demanda nacional que não é abastecida pelas refinarias.


A redução de hoje é a terceira desde o começo de agosto. A companhia intensificou os anúncios a partir de julho, com cortes praticamente semanais nos preços.


Na semana passada, a estatal anunciou uma redução no gás liquefeito de petróleo (GLP), o “gás de cozinha”.


De acordo com a Abicom, nas cotações da manhã de hoje, o preço da gasolina vendida pela Petrobras estava 6% acima da paridade internacional, com espaço para uma queda média de R$ 0,17 por litro. O último reajuste da gasolina foi em 1º de setembro, quando a companhia anunciou uma redução de 7,08% em média nesse combustível.


Araújo disse, no entanto, que a volatilidade da gasolina no mercado internacional está alta. “Acho que precisa aguardar um pouco [para reajustar]”, disse.



Notícias Relacionadas
 Em um mês, Minfra intensifica ações para impulsionar transporte ferroviário pelo país

04/10/2022

Em um mês, Minfra intensifica ações para impulsionar transporte ferroviário pelo país

Pelo segundo ano consecutivo, o Ministério da Infraestrutura dedicou o mês de setembro a ações que incentivam a modernização do transporte sobre trilhos no país e a ampliação da malha fe (...)

Leia mais
 Rodovias e frota levam Brasil à perda de 30% de combustível

04/10/2022

Rodovias e frota levam Brasil à perda de 30% de combustível

A logística no Brasil precisa de intervenções urgentes nos próximos 15 anos para não entrar em colapso. Mesmo com um território continental, 62% de toda carga é transportada por rodovias (...)

Leia mais
 Grupo Coopercarga adquire o controle da TSV Transportes Rápidos

04/10/2022

Grupo Coopercarga adquire o controle da TSV Transportes Rápidos

Foi celebrado, na semana passada, o contrato de compromisso para aquisição pelo Grupo Coopercarga do controle da empresa TSV Transportes Rápidos, que atua com cargas fracionadas de alto (...)

Leia mais

© 2022 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.