10/07/2024

Movecta recebe licença para desovar cargas refrigeradas de origem animal na Baixada Santista

 Movecta recebe licença para desovar cargas refrigeradas de origem animal na Baixada Santista



A Movecta, uma das maiores empresas de logística integrada do país, recebeu a LPCO (Licença, Permissão, Certificado e Outros Documentos) da Coordenação Geral do Sistema de Vigilância Agropecuária do MAPA (Ministério da Agricultura e Pecuária) para desovar cargas refrigeradas de origem animal em seus armazéns refrigerados no terminal alfandegado do Guarujá (SP), o maior do segmento no Porto de Santos. Com a certificação, a companhia será pioneira no atendimento das demandas de importação dos principais frigoríficos do país por meio da unidade na baixada santista.    


“Este é um passo muito importante e alinhado ao planejamento estratégico da companhia. Somos responsáveis por cerca de 45% de toda a movimentação de cargas refrigeradas na região e a licença nos permite ampliar as atividades com as operações de desova até que a carga seja desembaraçada, monitorando todo o processo e garantindo a eficiência no transporte desde a chegada ao armazém até o transporte para os clientes”, explica Carolina Paiva, gerente comercial da Movecta. 


Os recentes indicadores da Movecta no Guarujá mostram uma evolução significativa na operação. A companhia movimentou mais de 12 mil contêineres no primeiro quadrimestre deste ano, registrando alta de 25% nas importações em seu terminal alfandegado. Dentre os segmentos que mais ajudaram a puxar essa alta destacam-se as cargas refrigeradas (68%), papel e celulose, têxteis, químicos e máquinas e equipamentos. A companhia é a única que possui uma câmara frigorífica no terminal alfandegado do Guarujá e detém quase metade de participação de cargas congeladas provenientes do Porto de Santos.  


“Com a localização estratégica, presente na margem esquerda do porto, nossa estrutura é feita sob medida para este tipo de operação e alinhada com as exigências do MAPA e da Receita Federal, garantindo uma posição de destaque no atendimento aos clientes do maior porto da América Latina”, conclui a executiva.


Fonte: Portos e Navios



Notícias Relacionadas
 GLP investirá R$ 2,1 bilhões em novos galpões logísticos no Brasil

12/07/2024

GLP investirá R$ 2,1 bilhões em novos galpões logísticos no Brasil

A multinacional GLP, de Cingapura, investirá R$ 2,1 bilhões entre 2024 e 2026 no Brasil para a construção de novos galpões logísticos, um movimento que reforça a aposta da companhia na e (...)

Leia mais
 Antonio Wrobleski, presidente da BBM Logística, destaca a transformação digital que impulsiona o crescimento

12/07/2024

Antonio Wrobleski, presidente da BBM Logística, destaca a transformação digital que impulsiona o crescimento

Desde suas origens, há 27 anos, a BBM Logística percorreu um longo caminho, firmando-se como uma das cinco maiores operadoras logísticas do Brasil e do Mercosul. Com uma frota de 4,5 mil (...)

Leia mais
 Associações pedem votação do PL do Hidrogênio antes do recesso parlamentar

11/07/2024

Associações pedem votação do PL do Hidrogênio antes do recesso parlamentar

Associações setoriais pediram aos deputados federais celeridade na votação do projeto de lei 2.308/2023, aprovado no Senado, que estabelece o marco legal para o hidrogênio de baixo carbo (...)

Leia mais

© 2024 ABOL - Associação Brasileira de Operadores Logísticos. CNPJ 17.298.060/0001-35

Desenvolvido por: KBR TEC

|

Comunicação: Conteúdo Empresarial

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.