Selo ABOL

Cliping de Notícias

Frete de navios tem máxima de vários anos; demanda por minério do Brasil sustenta

O principal índice de frete marítimo da bolsa do Báltico subiu para o maior nível desde dezembro de 2013 nesta sexta-feira, impulsionado pela firme demanda por navios capesize e panamax. ver notícia (link externo)

Petrobras não deve fornecer combustível diretamente a navios iranianos, avaliam especialistas

Analistas de mercado ouvidos pela Portos e Navios acreditam que, mesmo que venha a ser autorizada judicialmente, a Petrobras não deve fornecer diretamente o combustível dos graneleiros iranianos que estão sem esse insumo em volume suficiente para deixar o Brasil. A avaliação é que uma solução eficiente, independente de qual seja, precisa ser encontrada o quanto antes, já que os navios estão ficando sem óleo combustível e prejudicando as exportações brasileiras de grãos. A empresa que afretou as embarcações, alertou que essa indefinição pode atrapalhar as atividades no Porto de Paranaguá (PR). O impasse foi noticiado em reportagem exclusiva da Portos e Navios na última segunda-feira (15/07).  ver notícia (link externo)

Número de indústrias fechadas em São Paulo é o maior em uma década

O Estado de São Paulo, maior polo industrial do País, registrou o fechamento de 2.325 indústrias de transformação e extrativas nos primeiros cinco meses do ano. O número é o mais alto para o período na última década e 12% maior que o do ano passado, segundo a Junta Comercial. ver notícia (link externo)

Abol completa sete anos de história

A Associação Brasileira de Operadores Logísticos (Abol) completou ontem, dia 17 de julho, sete anos de fundação. A entidade, que conta com hoje com 31 empresas associadas, foi criada com o objetivo de representar o operador logístico brasileiro, com foco especial na regulamentação da atividade. ver notícia (link externo)

Porto de Houston prepara ampliação de seu canal

Um dos complexos marítimos que mais crescem nos Estados Unidos, o Porto de Houston (Texas) prepara a expansão de sua infraestrutura, com a ampliação do canal de navegação. O projeto, estimado em cerca de US$ 1 bilhão, está em estudo e é considerado estratégico para seu desenvolvimento, ao permitir o tráfego de dois navios de grande porte em sentidos opostos, simultaneamente, e facilitar as operações de contêineres e granéis líquidos da região. ver notícia (link externo)

Impasse no fornecimento de combustível a navios iranianos trava exportação de milho

A empresa de comércio exterior que afretou quatro graneleiros iranianos, que estão sem combustível suficiente para deixar o Brasil, considera que não há alternativas viáveis e seguras para o abastecimento das embarcações, já que o fornecimento é monopólio da Petrobras. A estatal se negou a fornecer o bunker sob a alegação de que os navios estão na listagem de um órgão ligado ao departamento de tesouro do governo norte-americano. A afretadora afirma que o impasse é restrito a ela e à estatal e que seu objetivo é que o combustível possa ser fornecido e as operações de carregamento de milho sejam finalizadas. Além dos navios Bavand e Termeh, fundeados em Paranaguá (PR), outros dois navios de bandeira iraniana (Ganj e The Finder) estão fundeados em Imbituba (SC) na mesma situação. ver notícia (link externo)

Folha destaca participação de ministro no Fórum Nacional Santos Export

O Estúdio Folha, da Folha de S.Paulo, destacou em sua página a informação de que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, confirmou a sua participação na abertura do Santos Export – Fórum Nacional para Expansão do Setor Logístico Portuário, dia 8 de outubro, no Royal Tulip Alvorada, em Brasília. A Una Marketing de Eventos, realizadora do Fórum, tem parceria de mídia e conteúdo com a Folha de S.Paulo. ver notícia (link externo)

Bolsonaro quer mais acordos no Mercosul

Segundo noticiado pelo O Estado de S. Paulo, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai discutir com o presidente da Argentina Maurício Macri novos acordos do Mercosul com outros blocos e países. Na lista, disse o presidente, estão Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos. Na quarta-feira, o Brasil assumirá a presidência rotativa do Mercosul durante a reunião dos chefes de Estado do bloco, que atualmente está sob o comando argentino. ver notícia (link externo)

DNIT irá restaurar 459 quilômetros de rodovias no Sudoeste de Goiás

Para o motorista que trafega pelas rodovias federais do sudoeste goiano, a diferença nas condições das BR-070/GO e BR-158/GO é visível. Desde o fim do ano passado, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) deu início às obras do contrato de Crema, que preveem a restauração, bem como a conservação das duas rodovias. ver notícia (link externo)

Ponte Santos-Guarujá enfrenta resistência em audiência pública

O projeto de construção da ponte Santos-Guarujá, que fará a interligação seca entre as duas cidades do litoral paulista, enfrenta forte resistência antes de sair do papel. Enquanto o governo de João Doria (PSDB) está empenhado para, enfim, conseguir licenciamento e viabilizar a obra, outra ala tenta derrubar o sonho após 92 anos do primeiro projeto, um túnel, registrado em 1927, pelo engenheiro e arquiteto Enéas Carneiro. ver notícia (link externo)

Autoridades confirmam presença no Fórum Nacional Santos Export

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas fará a palestra de abertura do Santos Export, Fórum Nacional para Expansão do Setor Logístico Portuário, dia 8 de outubro, em Brasília. Entre as autoridades confirmadas para o evento estão o ministro José Múcio Monteiro Filho, presidente do Tribunal de Contas da União (TCU); Mário Povia, Diretor-Geral da Agência Nacional de Transportes Aquáviários (Antaq); Mario Rodrigues Jr., Diretor-Geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Integrantes do Comitê Orientador do Evento participarão em todos os painéis. ver notícia (link externo)

Confira a carteira de projetos do Ministério da Infraestrutura até 2022

Se a lista de ações dos 180 primeiros dias do Ministério da Infraestrutura é extensa, a dos projetos a serem concluídos até 2022 é ainda maior. Novos aeroportos serão concedidos à iniciativa privada, assim como serão realizados leilões portuários e concessões rodoviárias e ferroviárias. ver notícia (link externo)

(Para upload de curriculum,
acesse o site via desktop)