Selo ABOL

Cliping de Notícias

Cabotagem: aumento do combustível pode reduzir crescimento de volume transportado

O aumento do preço do combustível para navegação (bunker) pode levar à perda de mercado que foi conquistado recentemente pelos navios que fazem transporte de mercadorias no país, a chamada navegação de cabotagem, e até mesmo reduzir os efeitos que o governo pretende ao implementar o programa BR do Mar, uma nova política para o setor a ser lançada. No último ano, o setor cresceu 20%. ver notícia (link externo)

Sauditas retomam produção e petróleo cai 6,5%

Os contratos futuros de petróleo fecharam a sessão de ontem em queda forte, devolvendo parte dos ganhos da véspera, em meio a especulações, posteriormente confirmadas, de restauração da oferta da Arábia Saudita. Em Londres, na Intercontinental Exchange (ICE), o barril do petróleo Brent para novembro fechou em queda de 6,48%, a US$ 64,55. Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o WTI para outubro cedeu 5,66%, a US$ 59,34 por barril ver notícia (link externo)

Forte oscilação da cotação do barril de petróleo acende alerta na indústria

Depois de subir quase 20% na segunda-feira com os ataques a instalações sauditas no fim de semana, as cotações do petróleo recuaram cerca de 6% ontem. Hoje, o barril do tipo Brent opera praticamente estável, com queda de 0,5%, cotado a US$ 63,20 em Londres às 7h55m. O WTI, negociado em Nova York, cai 0,76%, a US$ 58,89. ver notícia (link externo)

Codesp ainda aguarda inclusão no Plano Nacional de Desestatização

O início do processo de privatização da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) depende da inclusão da estatal no Plano Nacional de Desestatização (PND). Somente após este processo, serão iniciados os estudos necessários para a transferência da administração do Porto de Santos à iniciativa privada. Esta etapa será conduzida pelo BNDES. ver notícia (link externo)

Reforma tributária: relatório sobre proposta é apresentado na CCJ

O senador Roberto Rocha (PSDB-MA) apresentou à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), nesta quarta-feira (18), seu relatório sobre a proposta de reforma tributária (PEC 110/2019). A proposta, que prevê a extinção e a unificação de tributos, tem como eixo principal a criação do chamado Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), que terá as características de um imposto sobre valor adicionado (IVA). Um pedido de vista adiou a votação da proposta, que ainda pode receber emendas. Em entrevista à imprensa, a presidente da CCJ, Simone Tebet, informou que o relator apresentará um complemento do voto, com a análise das novas emendas apresentadas, no dia 2 de outubro. Segundo ela, a expectativa dos senadores é que o governo apresente sugestões de mudanças no texto até lá. O governo também trabalha em uma proposta de reforma tributária, mas ainda não encaminhou a medida ao Congresso. ver notícia (link externo)

O risco da volta da novela da tabela de frete

A alta dos preços internacionais do barril de petróleo após o ataque a instalações na Arábia Saudita já gera receio por parte de setores como o agronegócio em razão da possibilidade de levar a um reajuste na tabela de frete de cargas. ver notícia (link externo)

Porto de Suape estuda adotar gestão dos Portos do Paraná

Uma equipe técnica do Porto de Suape, de Pernambuco, visitou nesta terça-feira (17) a Administração dos Portos do Paraná com o objetivo de conhecer o sistema integrado de gestão portuária adotado no Estado. O "AppaWeb" já é referência para outros portos do país. Só este ano, esta é a terceira administração portuária que manifesta interesse no modelo paranaense. ver notícia (link externo)

Calor exige cuidados dos motoristas, alerta Detran.SP

A forte onda de calor que atinge o Estado de São Paulo também pode afetar motoristas e o trânsito. Desta forma, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) alerta para os cuidados ao dirigir nessas condições. ver notícia (link externo)

Arábia Saudita retomará nível de produção até fim de setembro, diz ministro da Energia

O ministro da Energia da Arábia Saudita, o príncipe Abdulaziz bin Salman, minimizou as repercussões do ataque do último sábado contra instalações da Saudi Aramco sobre o fornecimento global de petróleo e afirmou que a produção saudita estará normalizada até o fim de setembro. ver notícia (link externo)

Tabaco: exportação cresce 30,4% até agosto, informa SindiTabaco

O Brasil exportou 345 mil toneladas de tabaco de janeiro a agosto deste ano, representando aumento de 30,4% em comparação com o igual período de 2018. Os dados são do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), com base em números do Ministério da Economia. A receita cambial no período alcança US$ 1,35 bilhão, alta de 16,5% em relação aos oito primeiros meses do ano passado. ver notícia (link externo)

Pneu é um dos maiores custos dos caminhoneiros e o protecionismo faz do Brasil um dos recordistas de preços altos no segmento

Segundo levantamento feito a partir do Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga (RNTRC), em 2018, tínhamos 1.828 milhão de veículos de cargas em território nacional, em matéria publicada no site http://brasilcaminhoneiro.com.br/frota-idade-media-12-anos/ mostra que neste montante a idade média dos caminhões está em 12 anos. Quanto mais usado os caminhões mais aumenta os custos em manutenção. Porém o Pneu independe de idade, basta rodar para estar gastando, assim como diesel, por isso é considerado entre segundo e terceiro maior custo para os caminhoneiros. ver notícia (link externo)

Ataque a sauditas é espécie de 11 de Setembro para o petróleo, diz chefe da ANP

O diretor-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), Décio Fabricio Oddone da Costa, disse nesta segunda (16) que os ataques a refinaria na Arábia Saudita, no último sábado (14), são uma espécie de "11 de setembro" do mercado de petróleo, com potencial para elevar a sensação de risco sobre o setor. ver notícia (link externo)

(Para upload de curriculum,
acesse o site via desktop)