Selo ABOL

« voltar para publicaçõesSEST-SENAT: 25 anos de benefícios para os trabalhadores do setor de logística do transporte de cargas e passageiros

Prezados(as) Senhores(as)


O SEST-SENAT - Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte, criado em 1993, pela Lei nº 8.706, implantou, desenvolveu, e fez prosperar, nesses seus primeiros 25 anos de atuação, Unidades Operacionais (UO) distribuídas em todas as regiões do Brasil, desde os grandes centros industriais, agroindustriais, até os rincões mais inacessíveis do país.

O SEST-SENAT, assim como as outras entidades do Sistema S, é uma entidade de direito privado, sendo, contudo, fiscalizada pelo TCU - Tribunal de Contas da União e por outros órgãos públicos, prestando contas da sua atividade. Em 05 de dezembro p.p., na sede do SEST-SENAT em Brasília, foi inaugurado o Centro de Business Intelligence, que oferece, em tempo real, o acompanhamento do planejado vs. realizado, tanto das atividades nas UO em todo o Brasil, quanto a evolução dos gastos orçamentários, corroborando o compromisso com compliance e transparência da gestão de todo o sistema.

Mantido pelas contribuições de empresas e de trabalhadores autônomos do transporte de cargas e de passageiros, o SEST-SENAT oferece atendimentos gratuitos de saúde nas áreas de odontologia, fisioterapia, psicologia e nutrição para os trabalhadores e seus familiares, oferecendo ampla gama de atividades de educação para a saúde, promovendo, ainda, projetos de esporte e lazer.

Os números apresentados pelo SETS-SENAT são grandiosos, e seus resultados podem ser aferidos sistematicamente com base em avaliações constantes. A seguir, seus números:

  • Desde a sua criação, há 25 anos, foram mais de 126 milhões de atendimentos sociais, em áreas diversas, sendo mais de 98 milhões em saúde, esporte e lazer e mais de 25 milhões em cursos de capacitação presencial e à distância.
  • Por entender que democratizar cada vez mais o acesso à educação é fundamental, o SEST-SENAT oferece mais de 200 cursos totalmente gratuitos e abertos aos profissionais do setor de transporte. O corolário é que, oito em cada dez alunos relatam que o desempenho profissional melhorou bastante depois das aulas no SEST-SENAT. Além disso, 35% dos entrevistados em pesquisa feita com egressos afirmaram que os cursos garantem melhorias no salário.
  • Por ano, são mais de 3 milhões de atendimentos em desenvolvimento profissional.
  • Cerca de 5 milhões de atendimentos nas atividades de promoção social do SEST-SENAT, são realizados, anualmente. Tamanho cuidado com a saúde e prevenção, ajuda a melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores no setor de transporte, bem assim na de suas famílias, elevando a produtividade, reduzindo ausências ao trabalho, causadas por problemas de saúde, desafogando, por conseguinte, o já sobrecarregado SUS - Sistema Único de Saúde.
  • Como a tecnologia também é uma grande aliada na capacitação profissional, as 105 UO do SEST SENAT estão equipadas com modernos simuladores híbridos de direção, utilizados na formação dos motoristas das empresas de transportes e autônomos vinculados ao sistema. A capacitação, por meio dessa ferramenta, melhora a performance dos trabalhadores, eleva a segurança no trânsito reduzindo o índice perverso de acidentes de trânsito. Até o fim de 2019 serão 142 simuladores.
  • Como a preocupação com a efetividade é constante, a qualidade dos atendimentos é aferida sistematicamente, sendo avaliada como ótima ou boa por 91,3% dos usuários.
  • Os atendimentos de saúde receberam avaliação ótima ou boa de 91,6%. Já os cursos são avaliados como ótimos ou bons por 93,4% dos usuários.

Ao tomarmos ciência de que o próximo governo intenciona, como plano de ação, rever o Sistema S, o que faz sentido, dado sê-lo auditado pelo TCU e demais órgãos federais, entendemos que o objetivo dessa auditoria deva ser sempre o do estímulo e o fortalecimento do Sistema S, dado ser este, uma plataforma efetiva e reconhecida de benefícios para um setor que movimenta a riqueza do país em todas as suas cadeias produtivas.

O Sistema SEST-SENAT através de suas 148 UO e seus 8,7 mil funcionários, atende a mais de 200 mil empresas, mais de 2 milhões de caminhoneiros, os quais geram mais de 3 milhões de empregos diretos e indiretos, cujo resultado resulta na participação de mais de 12% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

O transporte, nos seus muitos sub-setores e modais, tais como o rodoviário, o ferroviário, o aeroviário, o hidroviário, quer seja este de navegação interior, de cabotagem ou de longo curso; bem assim os portos, aeroportos e plataformas logísticas intermodais, são efetivos geradores de produtividade e competitividade da economia nacional, sem os quais, não haveria desenvolvimento econômico.

Gostaríamos, neste último post de 2018, desejar a todos os profissionais e empresários do setor de logística dos transportes, armazenagem, e seus sub-setores em todos os modais, que tenham um excelente 2019, repleto de prosperidade, muita saúde e garra para juntos edificarmos uma nação cada vez mais sólida, justa, equânime, desenvolvida e soberana.

Ao Novo Governo e à Nova Casa Parlamentar (Câmara de Deputados e Senado Federal), auguramos pleno êxito e profícua agenda de projetos em prol do Brasil.

São Paulo, 31 de dezembro de 2018

Abraço.

Carlos Cesar Meireles Vieira Filho

Diretor Presidente da ABOL – Associação Brasileira de Operadores Logísticos

Vice-presidente da ALALOG – Associação Latino-americana de Logística

Diretor do DEINFRA – Departamento de Infraestrutura da FIESP – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo

Membro do Conselho Nacional do SEST-SENAT – Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte

(Para upload de curriculum,
acesse o site via desktop)